4 MITOS DE SAÚDE E NUTRIÇÃO PARA VOCÊ SE LIBERTAR AINDA HOJE





A cada dia surge alguma notícia sobre nutrição e saúde que nos desperta dúvida, confusão e receio.

Em um dia, determinado alimento é a melhor opção do mundo - e no momento seguinte somos instruídos a correr dele aos berros e a propagar os malefícios que ele pode causar.

Os nutricionistas são bombardeados de perguntas sobre coisas que seus pacientes ouviram falar sobre isto ou aquilo. Ninguém sabe ao certo como discernir entre o que é fundamentado e o que deve ser ignorado quando se trata das últimas descobertas sobre alimentação e saúde.

Elencamos algumas das DICAS DE SAÚDE QUESTIONÁVEIS MAIS COMUNS:




1 - "MANTENHA DISTÂNCIA DO SOL E USE SEMPRE FILTRO SOLAR"



Nós temos sido convencidos há tempos, até pelo Pedro Bial, de que devemos evitar o sol e nos lambuzarmos em protetor quando expostos aos seus "raios mortais".

Mas UM POUCO DE SOL É SUPER IMPORTANTE PARA A NOSSA SAÚDE COMO UM TODO. É a nossa principal fonte de vitamina D, que é crucial para a saúde dos ossos, para o sistema imunológico e para a produção hormonal. Apesar de encontrarmos pequenas quantidades de vitamina D em alguns alimentos, 80 a 90 por cento de nosso abastecimento é adquirido através da exposição aos raios de sol.

Isso significa que utilizar uma camada de filtro solar pode bloquear essa absorção crucial.

Quer curtir o sol e manter a pele protegida? Faça uso de chapéus, viseiras e bonés, opte por horários fora do "pico" de sol (entre 11:00 e 16:00), coma alimentos que preparam a pele para o Sol, como cenoura e beterraba e controle o tempo de exposição. Vejam, não estamos falando que é necessário torrar por horas ao sol sem proteção, mas sim que 15 A 20 MINUTOS CURTINDO AQUELE SOLZINHO DA MANHÃ OU DO FINAL DA TARDE PODE FAZER COM QUE VOCÊ ABSORVA A QUANTIDADE IDEAL DE VITAMINA D. Aqui, como sempre, EQUILÍBRIO É FUNDAMENTAL.

2 - "COUVE EM EXCESSO FAZ MAL PRA VOCÊ"



Recentemente a couve ganhou ares de pop star, sendo coroada como superalimento. Mas de repente, logo que as pessoas passaram a se afeiçoar a ela, foram surpreendidas com notícia de que A COUVE PODERIA SER "VENENOSA" PARA A SAÚDE DA TIREÓIDE E CAUSAR INTOXICAÇÃO POR METAIS PESADOS.

Em teoria, grandes quantidades de vegetais crucíferos PODERIAM afetar a tireóide. Contudo, você teria que ingerir quantidades exorbitantes, como em um suco feito de muitas cabeças de couve. EXAGERAR NO CONSUMO DE QUALQUER ALIMENTO FAZ MAL PARA O NOSSO ORGANISMO. Você pode morrer até por beber água em excesso. Isso significa que devemos deixar de beber água para beber refrigerante? Acho que não, né?!

A realidade é que QUANDO SE TRATA DA SAÚDE DA TIREÓIDE, HÁ UMA INFINIDADE DE COISAS MAIS IMPORTANTES PARA NOS PREOCUPARMOS DO QUE O CONSUMO DA COUVE. Por exemplo, beber água fluoretada pode ser muito mais prejudicial por causar deficiência de iodo, mineral essencial para a tireóide. E OS BENEFÍCIOS SAUDÁVEIS DA COUVE E DOS OUTROS VEGETAIS CRUCÍFEROS SUPERAM QUALQUER OUTRO RISCO POTENCIAL.

Quanto aos avisos sobre metais pesados, opte pela couve orgânica. Isso reduz seu risco de exposição a uma intoxicação. 


3 - "EVITE GORDURAS POIS CAUSAM PROBLEMAS DE CORAÇÃO"




Nós PASSAMOS AS ÚLTIMAS DÉCADAS ATERRORIZADOS COM A IDÉIA DE QUE A GORDURA NOS DEIXARIA GORDOS E DOENTES DO CORAÇÃO. Isso levou a febre das dietas de "baixa gordura" e dos produtos "zero gordura" -  o que na maioria dos casos consistia tão somente em substituir gordura por açúcar e carboidratos refinados.

Agora DESCOBRIMOS QUE APRENDEMOS ISSO TUDO ERRADO: ALIMENTOS ADOÇADOS E CARBOIDRATOS REFINADOS AUMENTAM E MUITO O RISCO DE PROBLEMAS CARDÍACOS, enquanto um recente estudo  concluiu que os ensinamentos nutricionais que recebemos há tempos eram infundados.

NA VERDADE, GORDURAS BOAS CONTÉM UMA GRANDE QUANTIDADE DE BENEFÍCIOS PARA A SAÚDE, COMO POR EXEMPLO NUTRIR O CÉREBRO E O FÍGADO E MELHORAR O NOSSO HUMOR. A chave está na fonte da gordura: Opte por fontes limpas e orgânicas tanto de animais ou vegetais  para colher os frutos da saúde.


4 - "PRECISAMOS DOS LATICÍNIOS PARA TERMOS OSSOS FORTES"




Podemos dizer sem medo de errar que a galera do marketing teve sucesso ao longo dos anos ao nos convencer de que os laticínios são essa coisa extraordinariamente importante da qual precisamos consumir grandes quantidades, ou seremos acometidos por toda a sorte de deficiências de nutrientes e de doenças.

A verdade é que VOCÊ NÃO NECESSARIAMENTE PRECISA DE LEITE OU QUEIJO OU IOGURTE PARA TER OSSOS FORTES. Nos Estados Unidos, por exemplo, onde o consumo de laticínios atinge o nível mais alto do mundo, as taxas de osteoporose também são das mais altas do mundo. E estudos sugerem que BEBER MAIS LEITE NÃO PROTEGE CONTRA FRATURAS.

Atualmente, cálcio é sinônimo de ossos saudáveis. E sim, cálcio É ESSENCIAL PARA NOSSOS OSSOS. Mas nenhum mineral é uma ilha. Vitaminas e minerais trabalham em sinergia: NÃO PRECISAMOS APENAS DO CÁLCIO, MAS TAMBÉM DO MAGNÉSIO, FÓSFORO, VITAMINA D, VITAMINA K ENTRE OUTRAS.

Fontes vegetais de cálcio como amêndoas, folhas escuras, brócolis são mais biodisponíveis para nós - ou seja, somos mais pré-dispostos a digeri-las, absorvê-las e a aproveitar o cálcio oferecido por esses alimentos.


E você? É cético com relação a algum alimento? Tem dúvidas sobre alguma grande verdade sobre saúde e nutrição? Deixe-nos saber comentando abaixo! Vamos conversar com profissionais da saúde para tentar esclarecer essas questões e aprenderemos juntos o que de fato faz bem para a nossa saúde!   
















Compartilhar no Google Plus

Sobre Mariana Maria

0 comentários:

Popular Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...