VITAMINA D: DEVO SUPLEMENTAR?

Uma pergunta com a qual frequentemente nos deparamos em nossas mídias sociais e em nossos círculos de amizades: afinal, devo suplementar com vitamina D?

A resposta é: provavelmente.

Mas nada nessa vida é tão simples assim, então fizemos pesquisas para montar este artigo com TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A VITAMINA D.



Inúmeros estudos têm comprovado uma ligação forte entre a deficiência da vitamina D e problemas de saúde graves, que poderiam ser evitados se prestássemos mais atenção aos níveis de preenchimento desta vitamina. Se o seu médico não costuma pedir para você medir os seus níveis de vitamina D, então cabe a você tomar a iniciativa e solicitar que ele o faça.

1- DEFICIÊNCIA DE VITAMINA D É COISA SÉRIA

A vitamina D, para muitos chamada de vitamina do Sol, na verdade é um esteróide que se comporta como se fosse um hormônio, regulando funções de mais de 200 genes. É essencial para o nosso crescimento, desenvolvimento e manutenção da nossa saúde. Algumas poucas quantidades podem ser obtidas através da nossa alimentação, mas a parte principal vêm da forma como o nosso corpo sintetiza a partir da luz do sol. Sendo assim, pessoas que passam muito tempo longe do sol quase sempre têm deficiência desta vitamina.

Embora pouco se fale sobre os problemas da deficiência de vitamina D, alguns especialistas já consideram estar havendo uma "epidemia" passando despercebida causadora de inúmeras doenças graves. Como a vitamina D está envolvida no apoio a funções essenciais como a imunidade e a prevenção do câncer, além de doenças neurológicas, cardiovasculares e saúde óssea, é fácil ver o tamanho do perigo.

2 - É POSSÍVEL QUE 75% DAS PESSOAS POSSUAM DEFICIÊNCIA DE VITAMINA D

Aproximadamente 1 bilhão de pessoas em todo mundo são deficientes em vitamina D. Os grupos que mais correm o risco de enquadrar-se nesta estatística são:

- PESSOAS COM ESTILO DE VIDA MUITO RECLUSO: passam a maior parte do tempo em ambientes internos, fechados e com pouca exposição à luz solar.

- PESSOAS DE PELES ESCURAS - precisam de mais exposição ao sol para obter a mesma quantidade de vitamina D do que pessoas de pele clara.

- OS MAIS VELHOS: possuem a pela mais fina e menor capacidade de produzir vitamina D.

- PESSOAS COM SOBREPESO OU OBESIDADE: excesso de gordura corporal também é um inimigo da síntese de vitamina D.

- MULHERES GRÁVIDAS: possuem necessidades maiores da Vitamina D.

3 - NÃO TEM SE SENTINDO BEM ULTIMAMENTE? PODE SER DEFICIÊNCIA DE VITAMINA D.

Enquanto algumas pessoas podem não apresentar sintomas óbvios, a maioria das pessoas com deficiência de vitamina D apresentam um ou mais dos sintomas abaixo:

- transpiração excessiva, ainda que em temperaturas normais
- fraqueza muscular
- ossos frágeis ou sintomas de osteopenia
- dores crônicas
- sentir-se para baixo ou triste

Sim, estes sintomas podem ser causados por vários outros problemas de saúde, o que faz com que muitos médicos acabem prescrevendo remédios pesados, quase sempre com efeitos colaterais, sem antes considerar suplementar com vitamina D - terapia muito mais simples, saudável, segura e menos custosa.

4 - COMO MANTER OS NÍVEIS SEMPRE SAUDÁVEIS

- Faça exames ao menos uma vez ao ano
- Se exponha com frequência ao Sol de forma responsável. 15 minutos ao dia entre 11:00 e 14:00 pode aumentar consideravelmente seus níveis de vitamina D.
- Suplemente. O ideal é consumir a vitamina D junto de uma refeição que contenha gorduras do bem, já que ela é liposolúvel. Nós consumimos Vitamina D3 manipulada pela Farmácia Alquimia todos os dias após a primeira refeição.


Compartilhar no Google Plus

Sobre Mariana Maria

0 comentários:

Popular Posts

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...